Matérias

Polícia instaura inquérito para investigar a morte do MC Careca

Alessio Venturelli

A Polícia Civil vai instaurar inquérito para apurar o assassinato do cantor de funk Cristiano Carlos Martins, o MC Careca, no último sábado. Ele foi executado a tiros, por um homem não identificado, próximo de sua residência, no bairro do Castelo, em Santos. O enterro ocorreu neste domingo, no Cemitério da Areia Branca.

Os trabalhos investigativos serão iniciados nesta quarta-feira, após o feriado, e ficarão a cargo da equipe do 5ºDP de Santos, chefiada pelo investigador Marcelo França. “Vamos ouvir os dois  funcionários do salão de cabelereiro onde ele estava, no momento da chegada do autor dos disparos, e demais pessoas que tenham testemunhado a dinâmica do crime”.

O objetivo, segundo ele, é reunir o maior número possível de informações acerca do assassino. “Em princípio, mostraremos a eles (testemunhas) o álbum de fotos da polícia. Mas caso não reconheçam ninguém, pediremos retrato falado”.

A motivação do crime é outra dúvida que os investigadores terão que esclarecer. O único indício concreto que se tem até o momento é de que a intenção do autor era realmente de matar o cantor, que além de perseguido, foi alvejado com vários tiros na cabeça, de acordo com informações dos soldados da PM que atenderam a ocorrência no local.

No B.O registrado no 1º DP de Santos consta que foram três tiros, porém, não há detalhes sobre as regiões atingidas. E o IML de Santos, por sua vez, disse que não poderia dar informações a respeito, o que impossibilitou esse esclarecimento.

À Polícia, familiares afirmaram desconhecer qualquer tipo de ameaça, ou situação de desentendimento envolvendo Cristiano. Destacaram, aliás, que se tratava de uma pessoa trabalhadora e sem inimigos. 

Nas redes sociais da internet, entretanto, fãs e pessoas do convívio do cantor comentaram que ele teria recebido uma ligação ameaçadora, no último dia 20, durante o velório do também cantor de funk.

Jadielson da Silva Almeida, o MC Primo. Tanto no Twitter como no Facebook circulava essa informação, que será verificada pela Polícia Civil.

Nascido em Santos, Cristiano Carlos Martins tinha completado 33 anos no último dia 24 e estava no seu segundo casamento. A reportagem apurou que ele tinha um filho de sete anos, fruto de um relacionamento anterior, e aguardava a chegada de mais um herdeiro, com a mulher, que está grávida. 

Créditos: Divulgação

 

O enterro do MC Careca ocorreu na tarde deste domingo no Cemitério da Areia Branca
Dinâmica do crime

Segundo informações da Polícia Militar, o crime ocorreu por volta das 17h30. Cristiano estava dentro do salão de cabeleireiro, onde trabalhavam outros dois funcionários. Um deles, pouco antes, saiu do estabelecimento para usar o banheiro de um bar próximo, restando Cristiano e outro colega. Foi aí que um automóvel (grande, aparentemente sedan e escuro, segundo relatos) estacionou em frente ao salão. Dentro dele, havia de três a quatro ocupantes. Mas apenas um desceu do automóvel.

A descrição era de um homem magro, de cerca de 1,80 metros de altura, cabelos lisos e cor branca. Ele trajava camisa polo e boné vermelhos, calça jeans clara e carregava consigo uma pistola calibre 12. Antes de entrar no salão, teria ordenado ao funcionário que acompanhava Cristiano a sair do local, ficando à sós com ele. Só que esse, ao perceber a intenção do criminoso, saiu correndo em direção ao conjunto habitacional onde morava (na mesma rua), sendo perseguido e alvejado até a morte.


Populares não souberam precisar o número de disparos que foram efetuados pelo assassino. Só que foram muitos. Quanto aos ferimentos, soldados da PM que atenderam a ocorrência contabilizaram três, sendo todos na cabeça. Mas a confirmação disso vai depender de laudo do IML, que só deve ser entregue na quarta-feira à Polícia Civil.



Leia mais: http://www.reliquiasdofunk.com/news/policia-instaura-inquerito-para-investigar-a-morte-do-mc-careca/
Crie seu site grátis: http://www.webnode.com.br

 

Assassinato

 

MC Primo é assassinado com cinco tiros no Jóquei Clube

De A Tribuna On-line

Morreu no final da tarde desta quinta-feira o cantor de funk Jadielson da Silva Almeida, conhecido como MC Primo, de 28 anos. Segundo informações da polícia, ele foi baleado com cinco tiros, no bairro Jóquei Clube, em São Vicente. Familiares e amigos não quiseram comentar o assunto nem revelar onde será realizado o velório.

De acordo com o investigador-chefe Fabiano Mira Marques, ainda não há suspeitos nem motivação do crime. "Não há nenhum suspeito, pois foi muito recente. Quem tiver informações pode ligar para o 181".

Dentre as músicas conhecidas do artista estão "Diretoria", "Máquina de Fazer Dinheiro" e "Longe de Mim". O cantor também foi candidato a vereador em São Vicente, pelo PSDB, em 2008. Ele teve 530 votos. 

 
 
 

Cantor já havia se candidatado ao cargo de vereador de São Vicente, em 2008

Crimes semelhantes foram registrados na Baixada Santista nos dois últimos anos. Em 12 de abril, Eduardo Antônio Lara, o Duda do Marapé, de 27 anos, foi morto com pelo menos nove tiros à queima roupa. 

Em 11 de abril de 2010, Felipe da Silva Gomes, o DJ Felipe, de 20 anos, e o MC Felipe Wellington da Silva Cruz, o Felipe Boladão, também de 20 anos, foram mortos quando esperavam uma carona para realizarem um baile funk, em Guarulhos. O crime ocorreu no Jardim Glória, em Praia Grande. Na ocasião, dois indivíduos em uma moto de cor escura pararam no local e efetuaram diversos disparos. 

Homenagens 

Após a confirmação da morte do cantor, fãs invadiram as redes sociais para prestar homenagens ao artista. 

“O Mc Primo era um cara tão de boa, humilde, gente finíssima e acontecer uma tragédia dessas”. - Káh Pimentinha

“Descanse em paz!Que deus a tenha em um bom lugar!”. - Klarissa Lindinha

“A tristeza nos domina. Mais um mc que perdemos no mês de abril”. - Michael Angelis Torres

“Luto eterno ! Descanse em paz!” - Wesley Alencar

‎"A comunidade chora, chora favela. Perdemos mais um guerreiro...Saudades Eternas Mc Primo”. - Andreia Santos 

"Que deus conforte o coração da família e todos que o conheciam" - Flávia Horvatt



Leia mais: http://www.reliquiasdofunk.com/news/mc-primo-e-assassinado-com-cinco-tiros-no-joquei-clube/
Crie seu site grátis: http://www.webnode.com.br

 

Cai Lagrimas Luto no Funk da Baixada Santista  

Morte

Duda do Marapé é assassinado com nove tiros Atualizado às 10h57 Da Redação do TVTribuna.com O cantor Eduardo Antônio Lara, popularmente conhecido como "Duda do Marapé", foi assassinado com nove tiros no começo da manhã desta terça-feira no Centro de Santos, na região conhecida como "Cracolândia". Duda, de 27 anos, não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo. Segundo testemunhas, uma moto com homens armados passou pelo local pouco antes das 6 horas, efetuando vários disparos. As investigações do assassinato estão a cargo do 1º Distrito Policial de Santos. O corpo do cantor foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Santos. "Duda do Marapé" é uma pessoa bastante conhecida entre os funkeiros e se apresentava em diversos bailes e casas noturnas da Baixada Santista. Entre suas músicas mais conhecidas, estão "Lágrimas", "As amantes" e "Psy Funk". A morte do cantor teve repercussão imediata no Twitter. Várias pessoas declararam estarem de luto pela morte de "Duda do Marapé". "Tô besta. Mal fez 1 ano do Felipe Boladão e agora o funk perde mais um mc covardemente. Luto Duda do Marapé (sic)", escreveu um dos internautas.

Será que ele deixa o FUNK ?
Será que ele deixa o FUNK ?

              Mc' Marcinho 

 

            A sua nova carreira já está definida? O DVD "Tudo é Festa" será meu último trabalho secular. Na verdade, eu não ia nem lançar o DVD. Mas como muita gente trabalhou nisso, achei que não era justo com essas pessoas. Tem participação de Sandra de Sá, Regina Casé, MC Sapão, Bob Rum, e todas as pessoas envolvidas na produção. No DVD, terá o clipe de "Deus É Fiel", que dá nome ao futuro CD. A música é minha, canto com minha irmã Giselly. Temos sete músicas gravadas e entraremos em estúdio para terminar mais sete. O lançamento será depois do Carnaval de 2011. MC Marcinho fez de tudo com o sucesso que o funk lhe deu: curtiu festas, bancou amigos em bebedeiras e virou noites em rodas de carteado, alimentando seu vício em jogo. Mas tudo mudou desde que ele ouviu um chamado de Deus. A transformação é tamanha que o cantor quer virar pastor e já tem data para se afastar de vez dos bailes. Marcinho recebeu o MEIA HORA em sua casa, em Bangu, e anunciou que o DVD 'Tudo É Festa', que chega às lojas em outubro, será sua despedida do funk para se dedicar totalmente à carreira gospel. Após o Carnaval de 2011, ele lançará o CD "Deus É Fiel".

 

Fonte: TV ODIA -14/08/10

 


         Funk Santista               "Onde Tudo Começou" 

 

Tudo começou com a equipe Foot Loose em 1985. Na época uma pequena discoteca que acabou virando loja, selo e equipe de som. Durante algum tempo a Foot Loose também trabalhou como empresária e teve como "afilhados" os grupos Chefe Body e X Melody.

A equipe tinha uma programação na rádio e em seu horário a mesma arrasava com as concorrentes, um programa diário que resultou também em um jornal.

Seus donos conhecidos como Lorival e Pitch Loco, começaram a história daquela que seria a maior equipe de som de Santos.

"A discoteca serviu para unir as pessoas que gostavam de funk, o resto veio como consequência de muito trabalho."

Com a explosão do Funk no Rio, Lorival teve a idéia de levar o movimento para Santos, penou para conseguir espaço, só conseguiu em rádio comunitária.

"Antes de ter o programa na rádio comunitária, tinha tentado em várias outras, mas fui muito discriminado".

Mas graças a sua perseverança e vontade, a massa funkeira santista não teve do que reclamar, a Foot Loose ganhou a parada e firmou o seu lugar.

Os bailes da Foot Loose ganharam tanta fama na baixada que Lorival começou a "importar" Lp's, K7's, e mais tarde CD's. Sua loja foi de grande importancia para o movimento, já que era uma das poucas a vender produtos para funkeiros e levar a moda carioca para os santistas.

O selo Foot Loose foi dono de vários lançamentos na época, seu maior sucesso de vendas foi "Funk loose Melody", que vendeu 10 mil cópias.

Graças a Lorival, essa semente plantada lá trás, hoje dá muitos frutos. O funk carioca criou adeptos e seguidores, surgindo assim vários artistas que despontaram no mercado com suas musicas politizadas e de forte apelo.

Com estilo próprio, a baixada santista virou um mercado de grande potencial, a profissionalização, assim como aconteceu no Rio de Janeiro, trouxe aos holofotes, ídolos da periferia. E apesar da música ter ultrapassado as barreiras sociais, sendo trilha sonora de confraternizações de todas as classes, quem trabalha com o gênero, ainda enfrenta dificuldades.

Mesmo ignorados por alguns, o fato é que o cenário da Baixada Santista cresce a todo vapor e traz consigo uma chance de transformações para muitas pessoas .

"Antigamente o funk era relacionado somente a violência, drogas, sexo, prostituição, hoje não. É uma profissão, é um trabalho e é o resgate de vários jovens que seriam apenas mais um. O que seriam deles se não fosse o Funk?”

 

By: www.funkderaiz.com.br

 

 

                                    Bob Rum

 

♫ Musico violonista desde os sete anos, Bob Rum começou sua carreira artística a partir dos 16 quando participou de quatro festivais de música, vencendo três deles (inclusive o 1º festival de musica da zona oeste – RJ).
Chegou a fazer pontas na novela Ana Raio e Zé Trovão da extinta Rede Manchete. 

Aos 17 anos fez seu primeiro sucesso, uma música que falava sobre o cotidiano de um surfista, cujo nome era “Bob Rum” (nome este inspirado no cachorro de um amigo). 
A musica ficou tão conhecida entre os amigos que o apelido pegou. 

Nascia assim o cantor Bob Rum.

Em 1995 seu talento foi descoberto pelos produtores Rômulo e Verônica Costa da Furacão 2000. Contratado, entrou para o cenário nacional com a música “Rap do Silva” que lançada pela coletânea “Rap Brasil 2” vendeu mais de 250.000 cópias conquistando assim disco de platina. 
Com isso participou do 1º Sendas Music no Maracanãzinho com grandes nomes da nossa música e também vários programas de Tv como: Xuxa Hit´s, Quem sabe Sábado, Planeta Xuxa, SuperPop e mais de 100 gravações pela furacão 2000 na CNT entre tantos outros que Bob Rum teve a oportunidade de apresentar a sua arte.

“Está Escrito”, nome de seu 1º CD Solo (SpotLight- Records) ficou por vários meses em 1º lugar nas rádios cariocas e era comum vê-lo em várias matérias em jornais como: O Globo. O Dia, Jornal do Brasil e etc...

Eleito “Símbolo sexual do funk”, Bob Rum ainda compôs várias músicas de sucesso, entre elas: Amor de Estudante (Sucesso do cantor Latino) e Escrito Pra´s Princesas com o Mc Marcinho.
Bob Rum ainda tem em seu currículo mais de 100 Show´s anuais por todo o Brasil, entre eles em casas como: Claro Hall Via Show, Rio Sampa, Baronett, Pátio Lauge, Jóquei Clube etc...

Ao Completar 15 anos de carreira, Bob Rum está no auge de sua criatividade, tendo um CD totalmente pronto com 18 músicas incluindo: Rap do Silva, Está Escrito, Zona Oeste (c/ Mc Marcinho) entre outras. Que conta ainda com a participação do Mc Buchecha.

Atualmente Bob Rum Vive seu melhor momento tendo seu trabalho reconhecido e sendo o 1º Mc a ter sua música (Está Escrito) como tema de abertura da novela Cristal (SBT) na voz do seu amigo Dado Dolabela e sua nova música tocando nas principais rádios cariocas e em várias cidades Brasileiras como: Florianópolis, Porto Seguro, Brasília, Curitiba, Espírito Santo, Fortaleza, Minas Gerais, Porto Alegre etc... Além de ter terminado de escrever seu livro (Era só mais um Silva) que já está sendo analisado por algumas editoras. Ainda conta em seu currículo o prêmio TIM de música para CD revelação do grupo Chicas (grupo composto pelas filhas de Gonzaguinha

 

 

By : Bob Rum

- TUDO COMEÇOU NA DECADA DE 90,PRECISAMENTE NO ANO DE 1994...
SURGINDO DO BAIRRO DA VILA DA PENHA UMA DUPLA CHAMADA MULATO E MAGRÃO.
LOGO NO SEU PRIMEIRO RAP NO MUNDO FUNK ESTOUROU EM TODO O BRASIL,CHAMADO : RAP DO MENOR CARENTE...
LANÇADO NUMA COLETANIA DO DJ TUBARÃO.
EM 1995,CHEGOU AS RADIOS A MODA FUNK MELODY,A DUPLA AINDA EMPLACOU JUNTO COM DJ MARLBORO NO CD FUNK BRASIL.
NESSE MESMO ANO A DUPLA SE SEPAROU E MULATO NESSE MESMO CD LANÇOU OUTRO MELODY CHAMADO: SONHO LINDO.
NA CONTINUAÇÃO LANÇANDO NO MESMO, VIDIGAL , ROÇA , V.P,COM DUAS RELÍQUIAS DO FUNK,CONHECIDOS COMO MC GALO E MC MASCOTE , SENDO ASSIM IDOLOS DO MULATO...
NO ANO SEGUINTE MULATO CONHECE O SAUDOSO GORÓ , DA DUPLA MARCIO E GORÓ.
REALIZANDO JUNTOS O RAP MADAGASCAR,LANÇANDO ASSIM SUA CARREIRA SOLO.
SEM MUITO ESFORÇO, MADAGASCAR FOI FEBRE E ESTAVA NA BOCA DE TODOS OS FUNKEIROS DO BRASIL.
EM 1997 VEIO O ESTOURO DA BOIADA,COMO TODOS CONHECEM, O RAP : APREDA A VIVER , Q ATÉ HOJE ECOA EM TODO O BRASIL TORNANDO-SE UM CLASSICO DO FUNK.
SAIU EM VARIOS CDS, CURTISOM RIO IMPLACAVEL , FURACÃO 2OOO OS MELHORES , PROIBIDÃO LIBERADO E OUTROS...
1999,LANÇANDO O RAP : MANTELAMATRE QUE COM CERTEZA FOI MAIS UM DOS HINOS DE UM MAESTRO DO FUNK, Q ESTA VOLTANDO COM PRESSÃO TOTAL PARA SACUDIR OS BAILES DO RIO DE JANEIRO E TODO O BRASIL !!!!!!!!!!


VÊ SE APRENDA A VIVER !!!!!

By: MULATO

 

                            Tony Garcia
Dono de vários sucessos, Tony Garcia é erradamente visto por muitos como um cantor, pensamento totalmente errado. Tony G. começou sua brilhante carreira como D.J., tocando nas ruas de Nova Yorque. Pioneiro no Freestyle, Tony logo deixou de se apresentar nas ruas onde começara no fim dos anos 70 para ingressar no mundo das grandes produções. No início dos anos 80, ele começou a produzir suas músicas, em 83 lançou sua primeira faixa, “Can’t get enough of you, numa gravadora com o nome de “Mr. T Record’s. Em 86, T. Garcia participou da gravação de um hit que seria um estouro, “Destiny da cantora Bettina. Destiny foi uma verdadeira febre (anos mais tarde, foi muito plageada pela Furacão 2000), apesar de não ser uma música cantada, ela se mostrava típica do estilo progressivo e arrojado de Tony. Em 88, Tony deu mais um grande passo na sua carreira: Fundou sua primeira gravadora independente, a “High power Record’s. Foi em sua gravadora, que Mr. Tony produziu seus maiores sucessos. Considerado um dos maiores intérpretes que já trabalharam com o Mr. Garcia, nesse mesmo ano iniciou- se a união musical de Tony Garcia e Reinald-O, Entre os vários sucessos dessa dupla destaca- se “My sweety love”. Em 89, Tony Produziu grande parte das faixas do CD de Johnny O, pela gravadora de seu irmão, a “Mic Mac Record’s. No ano de 1990, Tony que já era conhecido como Dr. Edit, lançou outro grande sucesso com Reinald-O, “Forever(Can’t let you go)”, além de outro intérprete, Peter Fontaine com a música “Just like the Wind”(considerada por muitos a melhor música do Tony Garcia). Em 1991, Dr. Edit lançou mais uma promessa do Freestyle, a jovem cantora Lil’ Suzy, com seu hit “Take me in your arms”. Neste mesmo ano ele lançou o CD de Reinald-O com a inesquecível música “Another night”. Tony ajudou a construir várias carreiras vencedoras, entre elas a de Johnny O, considerado um dos maiores cantores de todos os tempos ao lado de Stevie B. Dr. Edit produziu ,inúmeros sucessos de Johnny como “Fantasy Girl, Run Away love e Highways of Love. Além de Johnny O, Tony Garcia participou da produção de outros nomes da Mic Mac Record’s, como Cinthia, Rios Sisters, Tiana entre outros. Mr. T foi um dos maiores se não o maior produtor de todos os tempos do Freestyle, dono de um estilo único, Tony era mestre nas músicas progressivas(progressive sounds of south), um verdadeiro gênio nos arranjos, Tony ficou conhecido como “Crazy”. Esteve no Brasil no início da década de 90, fazendo inclusive partipações no Show da Xuxa, e alguns shows em boates locais. Tony Garcia é simplesmente o maior produtor de música estilo ‘freestyle’ norte americano. Lançou vários sucessos em versões escritas por ele e compositores como Tsantillis M. Velasquez, Tony Garcia escreveu e produziu grandes sucessos como o hit ‘My sweet love’ interpretado por Reinald-o produzido e gravado sob licença de High Power Music (ascap) em 1988. A High power music foi fundada pelo Próprio Tony Garcia em 1987.Um dos maiores hits lançados por ele foi ‘Just like the wind’ de 1990, interpretado por Peter Fontaine.Também lançou sucessos como ‘Forever’( Reinald-o) e Girl you hear me crying (Nv)em 1991, e muitos outros cantores como Lil suzy, Natalie (Angelique), Lil johanna, Wickett rich, entre outros. As mais conhecidas são: Take me in your arms My sweet love, Another night, The way she looks at me, Just like the wind, Forever(can´t let go). Take me in your arms

Internautas homenageiam MC Felipe Boladão e DJ Felipe, assassinados na Vila Glória

A polícia investiga a morte do DJ Felipe da Silva Gomes, conhecido como DJ Felipe da Praia Grande, 20 anos, e o MC Felipe Wellington da Silva Cruz, o Felipe Boladão, também de 20 anos. Eles se preparavam para mais um baile funk, que desta vez seria em Guarulhos (SP), quando foram assassinados na noite de sábado, em Praia Grande.

Pelo portal de A Tribuna On-line, vários internautas lamentaram a morte dos dois. "Que Deus acolha essas famílias e, principalmente, os pais, pois é uma dor que nunca cessará. Infelizmente, vivemos tempos de extrema violência", diz Joel Soares.


"Conhecia os dois. DJ Felipe era uma ótima pessoa. Um anjinho que nos deixou. Espero que peguem logo quem fez essa crueldade", comenta a internauta Cissa.

 

O crime

O crime ocorreu na Rua A, em frente ao número 351, na Vila Glória, onde o DJ Felipe morava.  Enquanto o MC Felipe Boladão e o DJ Felipe aguardavam a carona, dois indivíduos em uma moto de cor escura pararam no local. O garupa, que trajava jaqueta preta e verde e estava de capacete, desceu do veículo e disparou contra os dois. A pessoa que dirigia a moto também estava de capacete. As vítimas chegaram a ser socorridas ao Pronto Socorro Central, mas faleceram durante o trajeto.


O estudante Ricardo Amorim de Sousa, 19 anos, estava na companhia das vítimas e teve ferimentos leves. De acordo com ele, o primeiro disparo foi em sua direção, mas conseguiu fugir e se esconder em um canal. Após os demais disparos, a dupla da moto fugiu no sentido do terminal Tude Bastos.  

 

No YouTube, site de compartilhamento de vídeos, havia, até a manhã desta segunda-feira, 12 homenagens ao MC e ao DJ (veja abaixo)

           Buchecha

 

 Claucirlei, mais conhecido como Buchecha, começou sua carreira de cantor aos 17 anos. Filho de um compositor, Buchecha morou até os nove anos de idade na comunidade de Coronel Leôncio, em Niterói. De família simples, teve que parar de estudar aos 13 anos para conseguir trabalhar e ajudar sua família. Antes de alcançar o sucesso foi camelô, servente de obras e office boy.

 E foi em meio às dificuldades de uma vida de responsabilidade que, em 1992, seu amigo de infância, Claudinho, o convenceu a participar do 1° Festival de Rap do Clube Mauá. E representando a comunidade do Salgueiro, com a canção “Bandeira Branca”, Claudinho e Buchecha foram vencedores do evento.

 Em 1995, ainda por insistência de Claudinho, que sempre acreditou no sucesso da dupla, participaram de outro festival, dessa vez com a música “Rap do Salgueiro”, e mais uma vez saíram com o primeiro lugar. E a partir de então, os nomes Claudinho e Buchecha passaram a ser conhecidos em todo o país.

 Logo no disco de estréia, em 1996, "Claudinho e Buchecha", alcançaram a marca de um milhão e 250 mil cópias vendidas, emplacando o primeiro sucesso, “Conquista”. Nessa época a dupla fez shows não só em quase todo o território nacional, mas como também no Japão, em Portugal, na Argentina e nos Estados Unidos. Ao todo, foram seis discos gravados pela dupla, com inúmeras e inesquecíveis canções. Entre elas “Só Love”, “Xereta”, “Coisa de Cinema”, entre outras.

 Em 2002, quando o sucesso da dupla estava no auge, um acidente de carro tirou a vida de Claudinho. Seis meses após a perda, incentivado por amigos, ainda com a vida pessoal e profissional abalada, Buchecha deu continuidade ao sonho, retomando a carreira e levando Claudinho no coração.

 Grandes nomes da música popular brasileira já regravaram hits de Claudinho e Buchecha. Em 2002, o grupo Kid Abelha deu um toque especial a canção “Quero te encontrar”, em seu disco acústico. Em 2004, Adriana Calcanhoto encantou a todos com o lançamento do disco voltado para o público infantil, que continha a canção “Fico assim sem você”, entoada em sua doce voz. E em 2007, Ivete Sangalo convidou Buchecha para dividir com ela o palco e os vocais nas canções “Nosso Sonho” e “Conquista”, na gravação de seu CD e DVD ao vivo no Maracanã.

 

By: www.buchecha.com.br

          Marcinho             

Marcinho desde criança já gostava de música. Em 1994 lançou seu primeiro sucesso “Rap do solitário” foi primeiro lugar em todas as radios do Rio de Janeiro. A música saiu na coletânea da Furacão 2000 e emplacou no Brasil inteiro. Mas esse foi apenas o primeiro de muitos outros sucessos do “MC Solitário”. Logo após estava novamente em primeiro lugar nas rádios, sucessivamente as músicas: “Pras Princesas” (1ª parceria com Bob Rum), “Primeiro você me disse” (1ª parceria com Cacau).

Considerado cantor de funk melody mais conhecido em todo Brasil, por fazer letras falando de amor e paixão e casado com a também cantora de funk Mc Cacau.

Hoje, como resultado do trabalho bem feito (afinal foram 3 Cd’s solos e 1 em parceria com a Cacau), Marcinho viaja por todo Brasil, levando sua múscia a todos os estados do nosso país. O CD “Falando com as estrelas”, Marcinho acredita que foi um presente de Deus, pois vendeu mais de 60 mil cópias e estourou em todos os lugares do Brasil.

By:www.funkderaiz.com.br

                     Mr Catra

 

Wagner Domingues Costa, o Mr. Catra, foi aluno do Colégio Pedro II e líder estudantil. Montou uma banda de rock chamada "O Beco", que chegou a fazer um sucesso relativo em festivais de música de escolas e faculdades, em meados da década de 80.

Saiu da banda e começou a se interessar por Hip Hop. Primo Preto, ex VJ da MTV, lhe conseguiu um contrato com a Zâmbia Records, gravadora independente de São Paulo, responsável pelos primeiros discos dos Racionais MCs.

Em 1995, lançou seu primeiro disco "O Bonde dos Justos", emplacando o hit, "Vida na cadeia". As canções de temas fortes chamaram a atenção da Warner Music que lançou, em 1999, o CD "O fiel".

Catra continua na estrada até hoje, mas o seu funk segue as tendências do momento.

 

 

By:www.funkderaiz.com.br

       Mano Teko

Nascido e criado no Irajá, subúrbio do Rio de Janeiro,berço do Funk. Iniciou sua trajetória no mundo funk há 14 anos, falando do início do funk,Teko & Buzunga tem nome certo.

Entre muitas duplas, conseguiram também se destacar pelas letras inteligentes e outras românticas. Rap da Consciência, Dignidade, Por Causa de Você, Forever to Love, Pequeno Planeta e Bob Marley entre outras, foram as músicas que mais marcaram a carreira da dupla e conseqüentemente marcaram a juventude de muita gente.
Já tendo feito shows em quase todos os bailes do Rio de Janeiro acompanhando várias equipes como Furacão 2000, Cash Box, Live entre outras, e em vários estados no Brasil, tais como São Paulo, Minas Gerais e Espirito Santo, sempre levando o público ao delírio com suas músicas e seu carisma.
Hoje não mais com o parceiro Buzunga, que resolveu parar e seguir sua vida na igreja e depois de longas férias tiradas do movimento funk, Mano Teko está de volta, lançando novas músicas tais como, “CAMISA 10 (Ela desce)” e “A NOITE TODA”, que tem tudo pra ser mais dois sucessos em uma vitoriosa carreira. Músicas que falam de tudo que há de bom. Verão, zuação, praia, funk, mulheres, ou seja, tudo o que representa a alegria do carioca.

Quem já conhece o trabalho do MANO TEKO, sabe que ele não está só de passagem.

By:www.manoteko.com

 

                Sapão

Nascido e criado no Rio de Janeiro mais precisamente na comunidade da Nova Brasília, Complexo do Alemão, Jefferson Fernandes Luiz sempre quis ser cantor, e adotou como nome artístico o seu apelido de infância, Sapão. Iniciou  sua carreira com 18 anos com o sucesso "Eu sei Cantar", lançou seu primeiro disco com 20 anos, onde vendeu mais de 120 mil cópias. De lá pra cá se manteve nas paradas de sucesso e como reconhecimento de todo o seu trabalho foi convidado e marcou presença em vários programas de televisão entre eles os mais recentes

” Caldeirão  do Huck”, “ Central da Periferia” na  Rede Globo e ainda
“Show Tom” pele Rede Record

. Hoje, pai de dois filhos, Pedro e Kevin, bem mais maduro, diz que sua música  "EU TÔ TRANQUILÃO" é o reflexo de sua vida e que o momento não poderia ser melhor.

By:www.sapaomc.com.br

          Coelho e Dinho

É 100% Lazer!!!!

“Com fé em Deus Amigos vamos juntos cantar,
vem pra Cidade Alta, vem comigo dançar...”

Ao som do Trinery, muitos conheceram esse verso, muitos curtiram essa música e muitos dançaram ao som desse Rap.
Início de 1996, um sonho de criança se tornou realidade. Na voz de duas pessoas simples, mas de grande coração, surgiu um dos maiores sucessos da música funk do Rio de Janeiro.
Ricardo Oliveira (MC Coelho) e Humberto Soares (MC Dinho) brilharam cantando o “Rap 100% Lazer”.
Tudo que eles queriam era mostrar que também podiam estrelar nos palcos dos Bailes do Brasil, falando um pouco de sua comunidade (A Cidade Alta).
Conseguiram...
E hoje estão voltando para reeditar o sucesso de alguns anos atrás com a finalidade de reunir todos aqueles que curtiram suas músicas: Rap 100% Lazer, Bonde 100%, Liberdade da Alta, Dunas e Cria da Favela.

By: Coelho e Dinho

            Suel

Despedida com palmas e funk. Rafael Teófilo Carvalho, 25 anos, o MC Suel, foi enterrado, 29 de setembro de 2002 de manhã, no Cemitério do Caju, ao som de "Perdi Você", sucesso da dupla que formava com Amaro. Mais de 50 parentes e amigos foram dar adeus ao cantor, morto com cinco tiros na sexta-feira, em Magalhães Bastos. A suspeita é de que o cantor tenha sido assassinado a mando de um homem com quem brigou em um bar, uma semana antes, para defender um amigo.
     Na hora do crime, Suel estava na porta de casa brincando com o sobrinho Brian, de 1 ano e 8 meses, filho da irmã Rafaella, 19. A mãe do cantor, Renata Lee Teófilo Lourenço, 48, não sabe se vai se mudar. “Moro em Magalhães Bastos há mais de 40 anos, mas não sei se quero continuar”, disse a dona-de-casa, que estava em Fortaleza quando o filho morreu.
    O DJ Marlboro, que lançou em 2002(05/10) em seu programa a última música de Suel e Amaro, confirmou que o cantor estava preocupado. “Ele comentou que tinha se metido numa briga que não era dele.” Suel completaria 10 anos de parceria com Amaro Fabiano Gomes Lopes, o MC Amaro. “Estávamos retomando a dupla. Ele não era bandido e morreu de uma forma brutal. Éramos amigos desde os três anos”, disse Amaro. Suel deixou outras quatro músicas prontas.

 

By: www.brasilfunkbaixada.com.br

Nascido em 28 de Março de 1982, sob o signo de Áries, Fabrício de Souza Batista é hoje um das maiores revelações do funk, inclusive fora do Brasil, até a França já se rendeu a força de suas músicas.

Formador de opiniões, MC Menor do Chapa, nome que se deu devido a sua baixa estatura e ao local onde ele mora no Morro do Turano, teve influencia por grandes personalidades da nossa história, como Che Guevara, Bob Marley e Martin Luther King.

Possuidor de uma grande fé, Fabrício bate no peito com orgulho ao falar que seu grande ídolo é Deus, sempre em primeiro lugar na sua vida, mas que curte muito o trabalho dos Racionais MCs e, por incrível que pareça, do rei Roberto Carlos.

Em 1998 entrou no mundo da música, influenciado pelo Rap, sua primeira música ‘’O Chapa é o Chapa’’ emplacou, e logo se ouvia em todas as rádios. Daí em diante foi só sucesso, dono de letras fortes e envolventes, Menor do Chapa consegue trazer todo o público com ele em suas músicas.
By: www.menordochapa.com.br
 
 
bloguez.com

Contador de Visitas

Obrigado por sua visita! !